Radio On LINE cidade FM

segunda-feira, 22 de outubro de 2018

Curso inédito de Operadora de Tratores Agrícola empodera mulheres no campo

Mais do que brilho no olhar pela oportunidade de aprender um novo ofício, o sentimento mais visível ali era o de empoderamento. Sensação especial de conquista das mulheres participantes do primeiro Curso de Operadora de Tratores Agrícolas. Um treinamento inédito em Mato Grosso, realizado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural e Mato Grosso (SENAR-MT), em parceria com o Sindicato Rural de Campo Verde.

O curso foi uma demanda de uma propriedade rural do município, que tem o projeto de até 2019 possuir 50% de mulheres em seu quadro de colaboradores. Com cinco dias de duração, o treinamento forma novas operadoras de trator e abre caminhos para que o público feminino consolide seu espaço no campo.

Irene Guimarães, 40 anos, foi uma da selecionadas para o curso. Desempregada e com longa experiência como auxiliar de cozinha, ela encontrou no treinamento uma oportunidade de realizar um sonho antigo. “Desde que mudei para Campo Verde e via as máquinas no campo, sempre me perguntei: por que só homens? Aquilo foi gerando um sonho dentro de mim. O SENAR-MT deu a oportunidade de realizar esse sonho. Nós mulheres temos capacidade e vontade de trabalhar neste ramo. E logo estaremos no campo, trabalhando lado a lado com os homens”, disse.

Mais de 60 mulheres participaram de uma seleção para as 15 vagas ofertadas para o treinamento. Entre as selecionadas, mulheres de 19 a 40 anos, com os mais variados perfis: vindas de escritórios, cozinhas, trabalhos burocráticos, filha de operador de trator, gente já perto ou muito longe do campo. Todas com a vontade comum de quebrar paradigmas e aumentar a participação feminina na atividade.

Hívini Laís Ferreira, 19 anos, tinha muita vontade de trabalhar em fazenda. “Achei muito boa essa oportunidade do curso, são novos conhecimentos. Quando soube, fui logo fazer a inscrição”. Preparando-se para construir uma carreira profissional, ela vê um futuro promissor na operação de tratores e outras máquinas agrícolas.

O instrutor do treinamento, Hélio Queiroz, parabenizou as participantes. “Elas estão muito entusiasmadas. A operação de tratores agrícolas é uma atividade perfeitamente possível para as mulheres. Elas são muito atenciosas e zelosas, têm um grande potencial de trabalhar na área. Só precisam de oportunidades. As empresas que abrem espaços para elas só têm a ganhar”, observou o instrutor.

Além de toda parte teórica e prática do curso, o conteúdo também trouxe noções de mecânica dos tratores, o que despertou em algumas participantes o desejo de especializar na área de manutenção, como Mailde Gomes de Oliveira, 30 anos, que mal vê a hora de aprofundar o conhecimento na área.

Adilene Garcia, 22 anos, mora em outro município da região, ficou sabendo do treinamento por uma amiga e veio até Campo Verde participar da seletiva. “Sempre achei bonito lidar com essas máquinas grandes. Por que poucas mulheres? Nós temos capacidade e devemos acreditar em nossos sonhos. Sempre me interessei por isso e quando temos vontade, não há obstáculos. Serei operadora de trator em breve”, anunciou.

Júnior Vieira, Coordenador de RH da Fazenda Marabá, a 30 km de Campo Verde - propriedade que sediou o treinamento – conta que há alguns meses o presidente da empresa, Márcio Félix, questionou qual era a porcentagem de mulheres no quadro de colaboradores. “Contávamos com 13%. Ele nos deu a meta de chegar a 50% em um ano. Estamos nesse projeto maravilhoso, de incluir mulheres nas mais diversas áreas. Ter o público feminino no campo é muito importante para o agronegócio”, pontuou Júnior, anunciando que irão contratar, de imediato, pelo menos cinco participantes do treinamento.



Fonte: Assessoria/Sindiato Campo Verde/Thalita Araujo

terça-feira, 16 de outubro de 2018

SICOOB CREDIP ATINGE R$ 1 BILHÃO DE ATIVOS

A Cooperativa Sicoob Credip está em festa. A instituição de cooperativismo de crédito, com mais de duas décadas de funcionamento, acaba de alcançar uma marca histórica: R$ 1 bilhão em ativos. Esse valor representa todo o montante de recursos administrados pela instituição. 

A Cooperativa, genuinamente rondoniense, foi criada em 1996, em Pimenta Bueno, por um grupo de 53 sócios-fundadores, e conta hoje com mais de 43 mil cooperados em 34 localidades nos estados de Rondônia, Amazonas e Mato Grosso. 

“Temos muito que agradecer aos nossos milhares de cooperados, aos nossos delegados, diretores, conselheiros e aos nossos mais de 550 colaboradores, pois sem eles nada disso seria possível”, afirma o presidente do Conselho de Administração da Sicoob Credip, Oberdan Pandolfi Ermita. 

“Estamos comemorando muito esse momento histórico, trata-se de uma marca que sonhávamos há muito tempo e que será lembrada por muitos anos”, ressalta o diretorpresidente da Sicoob Credip, Jonas Alves da Costa.

 “Além disso, temos a grata satisfação de anunciar que a Credip acaba de entrar para o seleto grupo das 40 maiores cooperativas do Sistema Sicoob em todo o Brasil. Essa é outra importante marca e motivo de grande comemoração”, destaca Jonas Alves. 

VALOR HISTÓRICO 


A marca de R$ 1 bilhão em ativos representa todo o montante de recursos administrado pela Cooperativa Sicoob Credip. Desse total, cerca de 60% são recursos oriundos dos milhares de cooperados. Outros 15% são recursos na forma de patrimônio da cooperativa (chamado de capital social) e também de reservas da Cooperativa. Outros 25% são repasses institucionais da Cooperativa destinados aos seus cooperados. 

A Credip é a mais antiga cooperativa de crédito rural da região norte do Brasil. Fundada em 1996, com um capital social inicial de R$ 5.300,00, demorou 14 anos para atingir um total de ativos de R$ 100 milhões em 2010. Nos oito anos seguintes, multiplicou seus ativos por dez, atingindo a marca recorde de R$ 1 bilhão em 2018. 

Hoje, a Credip é a primeira instituição, entre as mais de 460 cooperativas do Sistema Sicoob em todo o país, em volume de recursos da carteira BNDES. A Cooperativa também é a primeira do país em número de cotas de consórcios, a segunda maior carteira em valor de consórcios, a quarta maior em faturamento de cartões Sicoob, a quinta maior Cooperativa em vendas de seguros, a sexta maior em vendas da máquina de cartões Sipag e também a sexta maior em cadernetas de poupança. 

“Alcançar esse patamar é fruto de um trabalho realizado ao longo de muitos anos por nossos fundadores, conselheiros, diretores e delegados, todos com um extraordinário envolvimento com a Cooperativa”, lembra Oberdan Ermita. “Importante dizer ainda que fomos uma das pioneiras no Brasil a utilizar o modelo dual, de diretoria e conselho, ainda em 2011”. 

Segundo Oberdan, “a Cooperativa atinge um raio de atuação de aproximadamente mil quilômetros, quase sempre em localidades pequenas, em regiões como a transamazônica, o interior de Rondônia e Mato Grosso, e mesmo assim, sempre sendo competitiva, com uma média de 45% de todos os depósitos em suas áreas de atuação e com 38% de operações de crédito realizadas com recursos próprios da Cooperativa”, destaca Oberdan. 

MENSAGENS 


Nos últimos dias, diretores do Sistema Sicoob e de suas instituições enviaram mensagens aos diretores, colaboradores e cooperados da Sicoob Credip, celebrando o feito histórico da Cooperativa. O presidente da Central Sicoob Norte, Ivan Capra, lembra que a Credip “sempre foi a cooperativa em que todas as demais da nossa Central se espelham, seja pela qualidade da organização, por seus controles, pelo crescimento e pela seriedade”. 

Marco Aurélio Almada, diretor-presidente do Bancoob, ressalta que “a Credip atingiu essa marca extraordinária como consequência de um trabalho muito bem feito, de entender as necessidades de seus cooperados e de toda a sua região, de um cooperativismo que realmente faz acontecer”. 

Para o presidente do Sicoob Confederação, Henrique Castilhano Vilares, “a Credip entra para o seleto grupo de cooperativas bilionárias do Sistema Sicoob, como fruto de anos de trabalho e de boas decisões tomadas, realizando um trabalho muito importante para o Sicoob, aumentando sua área de atuação para regiões como o norte do Mato Grosso”. 

Ênio Meinem, diretor operacional do Bancoob, salienta que a Credip “é uma referência no cenário do cooperativismo brasileiro por duas razões: por sua aderência aos alicerces doutrinários do cooperativismo, ou seja, por seus valores e princípios cooperativistas, e também por sua performance econômica. São poucas as cooperativas em todo o país que conseguem ser virtuosas nesses dois fundamentos e por isso a Credip merece nossos parabéns”. 


Fonte: Revista Sócios & Negócios

quarta-feira, 10 de outubro de 2018

ACRIVALE lança edital de convocação para eleição da nova diretoria


De acordo com o edital, a eleição será no dia 04 de novembro, na sede da ACRIVALE.

A ACRIVALE – Associação dos Criadores do Vale do Arinos – publicou no dia 04 de outubro, Edital de convocação para a Assembleia Geral Extraordinária, para eleição da nova diretoria da instituição, que será no próximo dia 04 de novembro.

A convocação faz parte do processo sucessório estatutário da ACRIVALE, que tem eleição a cada dois anos, onde uma nova diretoria deverá ser reeleita para um mandato de dois anos.

Importante lembrar que cada presidente, isoladamente ou com os demais membros da diretoria, poderá concorrer a um segundo mandato apenas, podendo portanto, ficar 04 anos no comando da associação.


A eleição acontecerá no dia 04 de novembro, em primeira convocação, a partir das 08 horas, com 50% mais um dos associados com direito a voto presentes ou em segunda convocação, às 09 horas, com qualquer número de associados presentes.

A atual diretoria, presidida pelo empresário, produtor e pecuarista Jueine Paulo da Mota está a frente da ACRIVALE há 04 anos, portanto, em seu segundo mandato, sem direito de uma nova reeleição, de acordo com o estatuto.

Veja o Edital


 

             EDITAL DE CONVOCAÇÃO

A ACRIVALE-Associação dos Criadores do Vale do Arinos, devidamente inscrita no CNPJ sob o nº32.944.167/0001-05, de acordo com seu estatuto, vem através de seu Presidente, Sr. Jueine Paulo da Mota, convocar todos os sócios fundadores e benemérito para a Assembleia  Geral  Extraordinária, que realizar-se à na sua sede própria-“Parque de Exposição da Acrivale”, no  dia 04/11/18, às 08:00 horas, com a presença de 50% (cinquenta por cento) mais 1 dos associados aptos a votar, ou em segunda convocação, às 09:00 horas, com qualquer número de sócios aptos para votar. As chapas poderão ser apresentadas até às 17:00 horas do dia 01/11/18. Tal assembleia terá a seguinte ordem do dia:
  1. Eleição da Diretoria Executiva e Conselheiros para o biênio 2019/2020: e
  2. Posse da diretoria e Conselheiros.
Publique-se.
Juara-MT. 04 de outubro de 2018.   

Jueine Paulo da Mota
Presidente




Fonte: Assessoria de Imprensa - ACRIVALE

segunda-feira, 17 de setembro de 2018

Celular Legal começa a ser implementado em 10 estados neste domingo

A partir do próximo domingo (23.09), o projeto “Celular Legal “ começa a ser implantado em 10 estados do país. Ele tem por objetivo fortalecer o combate a celulares adulterados, roubados e extraviados e inibir o uso de aparelhos não certificados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Os usuários das regiões Centro-Oeste (MS e MT); Sul (RS,SC e PR); Norte (AC,RO e TO); e Sudeste (ES e RJ), que estiverem utilizando aparelhos irregulares, vão começar a receber a partir deste domingo mensagens alertando sobre o problema. E o bloqueio de celulares será feito a partir do dia 8 de dezembro.

A implantação de um sistema informatizado – parceria entre prestadoras, fabricantes e a Anatel – identifica os celulares irregulares em uso na rede.

Todo aparelho celular em uso no país deve ser certificado ou ter sua certificação aceita pela Anatel. Aparelhos celulares certificados passaram por uma série de testes antes de chegarem às mãos do consumidor. O usuário deve sempre procurar o selo da Anatel no verso da bateria do celular e também no carregador.

Fases


O projeto “Celular Legal” foi divido em três fases. O projeto piloto (1ª fase) começou com o envio e mensagens em 22 de fevereiro de 2018 para os usuários do estado de Goiás e do Distrito Federal, e o bloqueio começou a ser realizado a partir do dia 09 de maio.

Até julho deste ano, foram bloqueados por irregularidades 41.827 acessos de telefonia móvel/internet móvel em Goiás e no Distrito Federal, o que representou 0,3% do total de 12.587.694 de acessos em funcionamento, sendo 5.308.975 no DF e 7.278.719 em GO. A segunda fase está iniciando agora.

E a partir de 7 de janeiro de 2019, começa a 3ª e última fase nos estados das regiões Nordeste (BA, SE, AL, PE, PB, RN, CE, PI e MA); dos demais estados do Norte (PA, Pará, Amazonas, Amapá e Roraima) e do Sudeste (MG e SP). O projeto prossegue até 24 de março do próximo ano, quando os aparelhos irregulares serão desligados da rede.

Consumidores que estejam utilizando aparelhos irregulares antes dessas datas não serão desconectados caso não alterem o seu número. Já aqueles que conectarem às redes de telecomunicações aparelhos irregulares após essas datas serão notificados por mensagens SMS e, após 75 dias, o aparelho não irá mais funcionar nas redes de telecomunicações.

Para o consumidor que possui aparelho certificado ou com certificação aceita pela Anatel, que não tenha sido adulterado e sem impedimento por roubo, furto ou extravio, nada muda com o Projeto Celular Legal!

Mensagens


Todas as mensagens serão enviadas pelo número 2828. As primeiras três mensagens apresentarão o seguinte conteúdo:

“Operadora avisa: Pela Lei 9.472 este celular está irregular e não funcionará nas redes celulares em XX dias. Acesse www.anatel.gov.br/celularlegal ou ligue *XXXX”

A última mensagem, na véspera do bloqueio, apresentará o seguinte conteúdo:

“Operadora avisa: Este celular IMEI XXXXX é irregular e deixará de funcionar nas redes celulares. Acesse www.anatel.gov.br/celularlegal ou ligue *XXXX”



Fonte: Assessoria de Imprensa - ANATEL